sexta-feira, 14 de junho de 2013

A Polícia está matando os nossos jovens

Mais uma vez fica evidente a forma de agir da Polícia Militar da Bahia na região do Nordeste de Amaralina. Nesta semana este modo de agir truculento e violento com os habitantes da região deixou mais uma vítima. A história se repete, mais uma pessoa jovem, pobre e negra é vítima da brutalidade policial, o menino Carlos Alberto Conceição dos Santos, de 22 anos, é baleado e morre nesta quinta-feira (13) enquanto estava a caminho da praia. Mais uma vida retirada pela política de segurança pública fascista do Estado da Bahia. 



O menino era primo de outra vítima, entre muitas outras que diariamente sofrem com a violência policial na região. Carlos alberto era primo de Joel da Conceição Castro, que foi morto dentro de sua residência com um tiro disparado por um policial militar. Há informações e relatos de que após ser morto, os policiais militares plantaram uma arma e drogas na vítima. Nem o governador da Bahia nem o secretário de segurança pública se manifestaram, o que demonstra a conivência com este tipo de ação. Os assassinos devem ser punidos sim! Mas a política de segurança pública deve ser revisada e discutida amplamente.Também é importante que o Estado da Bahia seja responsabilizado por essa e outras mortes que subtraem frequentemente as vidas da juventude nas comunidades pobres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário