domingo, 9 de fevereiro de 2014

Rua do Gás, problema crônico



Alguns até dizem que é culpa dos moradores que jogam o lixo fora da caixa e etc. Mas ficam as seguintes perguntas...

Será que nós, os moradores fomos conscientizados (pela empresa de coleta, Limpurb, etc) quanto à questão da educação ambiental? (Porque nossos colégios públicos de ensino precário COM CERTEZA NÃO FIZERAM ISSO)

Será que a caixa de lixo tem a dimensão apropriada para acondicionar a demanda de lixo que recebe?

Será que não seria possível fazer um simples estudo pra se calcular essa demanda?

Será que a coleta periódica (de 5 em 5 dias) realmente resolve?

Será que existe alguma preocupação da Revita, Vega, Embasa, Limpurb, Prefeitura ou Governo do Estado pra resolver essa situação?

Será esse problema não diz respeito só ao lixo mas à drenagem pluvial e o esgoto dessa região, que é fundo de vale, onde não existe drenagem e o sistema de esgoto é SUBDIMENSIONADO?

Será que os gestores que vão e que vêm se preocupam realmente com esse local, essa comunidade, ao invés de ficar pregando que a "prefeitura está trabalhando"?

Será que aquela contenção (em ruínas) vai ter que desabar, gerando uma tragédia para que resolvam o problema?

Ficam algumas questões pra reflexão... Enquanto isso, sofremos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário